jusbrasil.com.br
22 de Janeiro de 2021

CNJ afasta desembargador que humilhou guarda

Pior castigo aplicado é que, mesmo afastado, seu salário será mantido, sendo que o o mesmo desembargador já foi alvo de 42 processos disciplinares

Amorim Sangue Novo, Jornalista
Publicado por Amorim Sangue Novo
há 5 meses

O desembargador Eduardo Almeida Prado Rocha de Siqueira, do TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo), flagrado em vídeo humilhando um guarda em Santos em julho, foi afastado hoje por unanimidade pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça) das funções do cargo, mas seguirá recebendo salário temporariamente.

O afastamento é provisório até a conclusão do Processo Administrativo Disciplinar (PAD) para apurar a conduta do magistrado, que será aberto para o caso. Enquanto o inquérito segue, Siqueira manterá a remuneração.

Postado no site do Amorim Sangue Novo >>>

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)