jusbrasil.com.br
20 de Outubro de 2018

PT entra com ação no TSE contra Globo, Faustão e Luciano Huck por “promoção de pré-candidatura”

Na ação, os petistas pedem que os apresentadores e a TV Globo paguem uma multa pela entrevista que foi ao ar

Amorim Sangue Novo, Jornalista
Publicado por Amorim Sangue Novo
há 9 meses

O Partido dos Trabalhadores (PT) entrou com uma representação, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), contra as Organizações Globo de Televisão e os apresentadores da casa Fausto Silva e Luciano Huck. Os petistas solicitam a inelegibilidade de Huck ou a cassação do seu eventual registro de candidatura, caso ele se torne um candidato à Presidência da República. Além disso, pedem que os apresentadores e a emissora paguem uma multa pela entrevista que foi ao ar.

Para os petistas, no último domingo (7), durante o Domingão do Faustão , da TV Globo, o apresentador Luciano Huck e sua esposa, Angélica, entrevistados pelo apresentador Fausto Silva, trataram “da promoção da pré-candidatura dele [Huck] através de artifícios (entrevista despretensiosa) que objetivam auferir dividendos eleitorais, afetando desde logo a isonomia entre os pré-candidatos”.

Na ação, encabeçada pelo senador Paulo Pimenta (RS) e pelo deputado Federal Lindbergh Faria (RJ) – ambos do PT –, os congressistas alegam que a TV Globo e os apresentadores praticaram abuso de poder econômico e dos meios de comunicação. O Partido dos Trabalhadores requer da Corregedoria-Geral da Justiça Eleitoral a caracterização das acusações com aplicação das penalidades prevista na Lei.

Segundo o PT, “durante vários minutos, em rede nacional, [os apresentadores] discorreram acerca da necessidade dos brasileiros darem espaço para uma candidatura nova, diferente de tudo e de todos que aí se encontra, capaz de agregar novos valores à política e à vida nacional, de modo que somente através de candidaturas como a representada por Huck, o país e as futuras gerações poderiam vislumbrar um futuro melhor”.

A representação foi encaminhada pelo protocolo do TSE ao ministro Tarcisio Vieira de Carvalho Neto, que está no exercício da Presidência da Corte durante o recesso forense. O ministro enviou o processo para a apreciação da Corregedoria-Geral da Justiça Eleitoral, em virtude da ausência de pedido de liminar na representação.

Sondado e apontado como possível candidato à Presidência da República em 2018, Huck descartou a possibilidade de se candidatar à Presidência, em novembro do ano passado, por meio de um artigo publicado no jornal Folha de S. Paulo. No texto, o apresentador disse que seus pais, sua mulher Angélica, seus filhos, familiares e os amigos próximos, que o querem bem, impediram que ele se “deixasse levar pelos sons dos chamados quase irresistíveis”. “Contem comigo. Mas não como candidato a presidente”, ressaltou.

Apesar de ter assumido publicamente que não concorrerá à Presidência em 2018, Huck afirmou que contribuirá para “melhorar o país”, deixando aberta a possibilidade para futuras eleições.

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)